*( 1 8 ) 9 9 6 9 8 - 0 9 5 7 * * ( 1 8 ) 3 9 1 8 - 5 3 0 0 *

NO AR

Programa - Tempo de Fé

Com Éder Lenardon

Brasil

Demolição de imóveis sob o Viaduto Tannel Abbud, na Praça da Bandeira, segue em pleno feriado do Dia do Trabalho

Publicada em 04/05/19 as 19:03h por - 146 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: )
Mesmo com o feriado em comemoração ao Dia do Trabalho, funcionários da Prefeitura de Presidente Prudente estão dando sequência nesta quarta-feira (1º) aos serviços de demolição dos imóveis sob o Viaduto Tannel Abbud, na Praça da Bandeira, no Centro da cidade.

Segundo o secretário municipal de Obras e Serviços Públicos, Rodnei Rena Rodrigues, a opção de trabalhar no feriado tem o objetivo de aproveitar o fechamento do comércio e a consequente menor movimentação de pessoas na Praça da Bandeira, causando menos transtornos a quem precisa circular pelo local.

Os trabalhos nesta quarta-feira (1º) contam com o envolvimento de 15 funcionários, quatro caminhões caçambas, uma pá carregadeira e uma retroescavadeira.

A previsão de Rodrigues é de que, com o adiantamento da demolição durante o feriado, fiquem para esta quinta-feira (2) os serviços de limpeza final da área embaixo do viaduto.

Depois de concluída a demolição, toda a área sob o viaduto será liberada para a atuação da empresa que a Prefeitura ainda irá contratar, através de licitação, para realizar as obras de revitalização do Camelódromo da Praça da Bandeira.

Prefeitura de Presidente Prudente inicia demolição de imóveis abaixo de viaduto, no Camelódromo

O plano da Prefeitura consiste em colocar embaixo do viaduto uma praça de alimentação formada por boxistas removidos do espaço onde fica atualmente o Camelódromo.

Revitalização do Camelódromo

A Prefeitura de Presidente Prudente começou a demolir no dia 24 de abril os imóveis localizados abaixo do Viaduto Tannel Abbud, na Praça da Bandeira, no Centro, onde fica o Camelódromo.

Os trabalhos fazem parte do início do projeto de revitalização do chamado Shopping Popular, que passará por uma ampla reforma até o final do ano.

Essa primeira etapa tem o objetivo de alocar, primeiramente, os comerciantes de boxes – na sua maioria, de alimentação – que estão numa área onde não poderiam atuar.

No dia 21 de fevereiro deste ano, fiscais da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico de Presidente Prudente (Sedepp) notificaram 32 boxistas para deixarem o local – apenas um atendeu à determinação. A informação, na época, era de que eles teriam 15 dias para desativar seus estabelecimentos.

No dia 19 de março, a Justiça concedeu à Prefeitura um prazo maior (de 30 dias) para retirar os boxistas "excedentes".

A ordem de desocupação dos boxes atende a uma determinação judicial, que, entre outras exigências, obrigou o município a reduzir o número de boxistas instalados no Camelódromo para 240, conforme previsto no decreto 16.462/2004, de autoria do ex-prefeito Agripino de Oliveira Lima Filho.

Caso não cumprisse a sentença, o atual chefe do Poder Executivo, Nelson Roberto Bugalho (PTB), poderia responder por improbidade administrativa.

A decisão atendeu a uma ação civil pública movida pelo Ministério Público Estadual (MPE), em 2014, que pleiteava a desocupação da Praça da Bandeira, local onde fica o Camelódromo.

A Justiça acatou, em partes, o pedido da Promotoria e determinou a redução do número de boxes para os 240 previstos em decreto, o recadastramento dos comerciantes do local, bem como a revitalização da Praça da Bandeira e a revisão das condições de segurança das instalações.

Bugalho, que acompanhou o início dos trabalhos no Camelódromo no dia 24 de abril, disse na ocasião que a ideia do governo municipal é não deixar “ninguém sem trabalhar” um dia sequer no local.

Ele se referiu tanto aos 32 boxistas notificados para deixar as áreas onde não pode haver comércio, no Shopping Popular, quanto aos outros 240 boxistas, que serão obrigados a trabalhar em meio as obras de revitalização do local.

“Não queremos comprometer as atividades deles. Estamos estudando várias alternativas para reformar o Camelódromo realocando cada um de lugar, conforme a necessidade da empresa que vai realizar as obras aqui”, disse o prefeito.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

LIGUE E PARTICIPE

(18) 99698-0957 ou (18) 3918-5300

Visitas: 245060
Usuários Online: 58
Copyright (c) 2020 - Onda Viva 95,7 FM - Desenvolvido: André Fogaroli - (44) 98431-2714