18 99698-0957

NO AR

Domingo Sertanejo

Com Jota Cavalcante

Brasil

Seduc diz que retomada de 100% dos alunos em aulas presenciais em Presidente Prudente será analisada com o Conselho Municipal de Educação

Publicada em 13/10/21 às 19:49h - 4 visualizações

por Por g1 Presidente Prudente e TV Fronteira


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: Foto: Aline Costa/G1)
A Secretaria de Educação de Presidente Prudente (SP) informou no início da noite desta quarta-feira (13) que a retomada de 100% dos alunos para o ensino presencial será analisada em conjunto com o Conselho Municipal de Educação, organizando todo o ambiente escolar para que este retorno ocorra de forma segura para alunos, funcionários, professores e toda a comunidade escolar.

Nesta quarta-feira (13), o governo estadual anunciou que as aulas presenciais voltam a ser obrigatórias para 100% dos alunos no estado de São Paulo a partir da próxima segunda-feira (18) na rede estadual. A exigência também vale para as escolas privadas, mas elas terão prazos definidos pelo Conselho de Educação para se adaptarem.

De acordo com a pasta municipal, este período de preparação deve se estender ao longo da próxima semana.

“Até lá, continuará vigorando a fase 3 da Resolução Seduc 10/2021 para ensino obrigatório (pré-escola e ensino fundamental) e fase 2 para a creche (berçários e maternais), com atendimento mínimo de 2 vezes semanais para cada aluno, com distanciamento e uso obrigatório de máscaras”, informou o Poder Executivo.

Rede particular

O presidente do Sindicato das Escolas Particulares de Presidente Prudente e Região afirmou que as aulas na rede particular vão voltar de forma 100% presencial na segunda-feira (18).

Segundo Grosso, a rede vai seguir o cronograma e as orientações estaduais. São cerca de 11 mil alunos na rede privada em Presidente Prudente e 33 mil em toda a região, conforme o presidente do sindicato.

Promotoria da Infância e Juventude e da Educação

Para o promotor de Justiça da Infância e Juventude e da Educação, Marcos Akira Mizusaki, a decisão do Estado vai de encontro com os interesses do Grupo de Atuação Especial de Educação (Geduc) local.

“A Resolução da Secretaria da Educação do Estado de São Paulo determinando a obrigatoriedade da frequência escolar dos alunos das redes pública e privada do estado vai de encontro aos interesses do Geduc [Grupo de Atuação Especial de Educação] local na medida em que nós já havíamos fomentando os municípios de nossa região tornassem obrigatória a frequência escolar desses alunos. Isso vai também de encontro a um de nossos projetos que envolve a busca ativa, porque nós temos municípios que aproximadamente 20% de seus alunos são considerados evadidos, e com a obrigatoriedade da frequência a gente espera que se recupere o vínculo entre aluno e escola que foi perdido durante a pandemia”, explicou o promotor.

O representante do Ministério Público Estadual afirmou que não há perigo para a retomada das aulas, com relação a pandemia de Covid-19.

“Não vislumbramos perigo nesta medida tomada pelo Estado tendo em vista que todos profissionais da área de Educação já foram vacinados com duas doses. Nós temos um avanço significativo na vacinação de adolescentes e por fim, com relação as crianças, a taxa de contaminação é baixíssima. Além de nós termos uma constante fiscalização por parte da Vigilância Sanitária de cada município, de modo que, essa medida vai de encontro ao interesse público notadamente no que diz respeito ao avanço na área da Educação, que já foi muito prejudicada durante a pandemia”, concluiu o promotor.



ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








.

LIGUE E PARTICIPE

(18) 99698-0957 ou (18) 3918-5300

Visitas: 553514
Usuários Online: 6
Copyright (c) 2021 - Onda Viva 95,7 FM - Desenvolvido: André Fogaroli - (44) 98431-2714