(18) 99698-0957 ...........(18) 3918-5300 ..........

NO AR

Programa - Tempo de Fé

Com Éder Lenardon

Brasil

Operação Formigueiro aponta que diretor da Câmara de Taciba cometeu irregularidades mesmo sabendo que era investigado

Publicada em 08/11/18 as 18:58h por https://g1.globo.com/sp/presidente-prudente-regiao - 10 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: https://g1.globo.com/sp/presidente-prudente-regiao)
O diretor de Secretaria da Câmara Municipal de Taciba, Odair Aparecido Ferreira, que atualmente está afastado do cargo suspeito de desviar recursos públicos, continuou cometendo crimes mesmo após o Tribunal de Contas do Estado (TCE), o Ministério Público Estadual (MPE) e a Polícia Civil terem realizado visitas e diligências para investigar denúncias de fraudes com dinheiro no Legislativo local.

Segundo o Ministério Público, Ferreira contraiu um empréstimo consignado – com desconto em folha de pagamento – de mais de R$ 20 mil neste ano, e pagava as parcelas com recursos desviados da própria Câmara.

“Ele sabia que estava sendo investigado, mas, mesmo assim, continuou cometendo irregularidades”, disse a promotora de Justiça que cuida do caso, Vanessa Zorzan, durante entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (7), na Central de Polícia Judiciária (CPJ), em Presidente Prudente.

Na tarde desta terça-feira (6), três pessoas foram presas na quarta fase da Operação Formigueiro, que investiga o desvio de dinheiro na Câmara de Taciba.

O caso veio à tona no dia 15 de agosto, com a apreensão de computadores e documentos na sede do Poder Legislativo.

A suspeita do Ministério Público e da Polícia Civil é de que entre 2015 e 2018 o esquema desviou quase R$ 420 mil dos cofres públicos.

Nesta quarta fase da operação, a apuração está recebendo apoio da Secretaria da Fazenda do Estado de São Paulo.

Segundo a delegada regional tributária, Aline Fonseca Franco, serão investigadas duas empresas suspeitas de participar do esquema: um posto de combustíveis, em Taciba, e uma firma de medicamentos, em Regente Feijó.

Na entrevista coletiva desta quarta-feira (7), ela afirmou que ainda não pode revelar quais supostos crimes cometidos pelos responsáveis por essas duas empresas, mas disse que há indícios de irregularidades.

“Vamos apurar se há algum crime fiscal ou algum outro tipo de crime que possa ter favorecido o desvio de verbas na Câmara de Taciba”, afirmou Aline.

O Ministério Público informou ainda que a Justiça, através de uma medida cautelar, determinou o afastamento do atual presidente da Câmara, vereador Edson Vander Aragão Custódio dos Santos (DEM).

A promotora Vanessa Zorzan afirmou que a medida tem o objetivo de garantir que não haja obstrução das investigações.

Além das três prisões, as diligências realizadas nesta terça-feira (6) ainda resultaram nas apreensões de cinco computadores, três celulares e aproximadamente 500 quinhentos documentos.

Outro lado
O assessor de gabinete da Câmara Municipal de Taciba, Lucas Fernando de França Ribeiro, informou que o Poder Legislativo ainda não recebeu nenhuma notificação da Justiça em relação ao afastamento de Santos e que o vereador desempenha normalmente suas funções na Casa de Leis nesta quarta-feira (7).

O advogado Rafael Zachi Uzelotto, que defende Odair Aparecido Ferreira, disse que a defesa não vai se manifestar porque ainda não tomou conhecimento "deste fato novo", referindo-se ao empréstimo contraído pelo ex-diretor do Legislativo.

Ele afirmou ainda que vai se manifestar apenas quando tomar conhecimento mais preciso sobre a questão apresentada na entrevista coletiva concedida nesta quarta-feira (7) pelas autoridades que investigam o caso.



 
Enquete
O que você achou do novo site?

 Excelente
 Muito Bom
 Regular
 Ruim







.

LIGUE E PARTICIPE

(18) 99698-0957 ou (18) 3918-5300

Visitas: 18448
Usuários Online: 32
Copyright (c) 2018 - Onda Viva 95,7 FM - Desenvolvido: André Fogaroli - (18) 98193-5458