(18) 99698-0957 ...........(18) 3918-5300 ..........

NO AR

Programa Conexão Viva

Com Alex Berti

Brasil

Operação faz pente-fino em centro de distribuição de PP

Publicada em 01/07/18 as 19:37h por http://portalprudentino.com.br - 18 visualizações


Compartilhe
   

Link da Notícia:

 (Foto: http://portalprudentino.com.br)
A Secretaria Estadual da Fazenda deflagrou, nesta segunda-feira (18), operação de fiscalização tendo como alvo a Souza Cruz, grande empresa do setor de fumo. Indícios apontam possível simulação de operações interestaduais, que teria causado prejuízo de cerca de R$ 60 milhões ao erário paulista em apenas dois anos. Houve busca de elementos que comprovem a suposta simulação em Presidente Prudente.

A operação mobilizou 30 agentes fiscais e ocorreu de forma simultânea em cinco alvos: centros de distribuição e postos de abastecimento nas cidades de Presidente Prudente, Bauru, Campinas, Ribeirão Preto e São José dos Campos. A ação contou com a participação das polícias Civil e Militar e tem como objetivo buscar elementos que comprovem a suposta simulação, inclusive com a apreensão de mercadorias.

O Fisco Paulista iniciou o monitoramento das operações da empresa em 2016, quando o contribuinte alterou a forma de venda para mais de 19 mil clientes localizados no Estado de São Paulo.

Com aparência de legalidade, as mercadorias que anteriormente eram comercializadas por intermédio dos centros de distribuição localizados em São Paulo, passaram a ser comercializadas diretamente de sua unidade atacadista localizada em Minas Gerais para pequenos e médios varejistas paulistas, deixando de recolher o imposto correspondente a São Paulo.

Uma vez que as mercadorias são oriundas de Uberlândia (MG), as dificuldades logísticas levantaram suspeita de que possivelmente a venda não se realize conforme declarado nos documentos fiscais emitidos.

Outro ponto que reforçou os indícios de simulação é o fato de o Estado de Minas Gerais ter concedido em 2017, exatamente um ano após a alteração no comportamento de vendas da empresa, benefício fiscal para fabricantes de cigarro. O benefício se baseia em metas de incremento de operações a partir daquele Estado.

Durante a operação foram apreendidas mercadorias, além de documentos e arquivos magnéticos que serão objeto de análise do Fisco Estadual. Caso comprovado o ilícito, a empresa poderá ser autuada pelas infrações.

Outro lado

Em contato com o Portal, a Souza Cruz emitiu nota negando irregularidades nas operações realizadas pela empresa. "Todas as operações interestaduais de venda da Souza Cruz são autorizadas previamente pelos estados. A prática é legítima e comum em companhias com presença nacional", alega.





Deixe seu comentário!

ATENÇÃO: Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

 
Enquete
O que você achou do novo site?

 Excelente
 Muito Bom
 Regular
 Ruim







.

LIGUE E PARTICIPE

(18) 99698-0957 ou (18) 3918-5300

Visitas: 9514
Usuários Online: 8
Copyright (c) 2018 - Onda Viva 95,7 FM - Desenvolvido: André Fogaroli - (18) 98193-5458