Notícias
18/10/17 - Sedepp tem vagas para gerente, nutricionista, monitor e pintor

18/10/17 - Previsão do tempo para Regente Feijó

18/10/17 - Falta de matéria-prima atrasa recape de ruas em Prudente

18/10/17 - Avenida Joaquim Constantino já recebe sinalização de mão única de trânsito

18/10/17 - Previsão do tempo para Teodoro Sampaio

17/10/17 - Prazo para reformas de sepulturas termina nesta semana

17/10/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

17/10/17 - Adolescente de 17 anos morre após bater motocicleta em árvore em Martinópolis

17/10/17 - Previsão do tempo para Santo Anastácio

17/10/17 - Vila Real recebe bloqueio para coleta de sangue e chipagem

17/10/17 - Previsão do tempo para Ribeirão dos Ìndios

16/10/17 - 'Insatisfeitos', agentes penitenciários realizam ato contra agressões sofridas

16/10/17 - Previsão do tempo para Presidente Venceslau

16/10/17 - Prefeitura de Teodoro Sampaio abre 22 vagas em concurso público

16/10/17 - Previsão do tempo para Teodoro Sampaio

14/10/17 - Uso de energia deve sofrer queda de 4,5% na região

14/10/17 - Previsão do tempo para Tarabai

14/10/17 - Liminar de Fachin de 2015 derruba articulação do Senado para manter sigilo

14/10/17 - Previsão do tempo para Presidente Prudente

13/10/17 - Preso morre após passar mais de uma semana com três telefones celulares

  Confira
Mulher sofre queimadura durante tratamento estético facial e fica internada
Um caso de lesão corporal culposa foi registrado nesta quarta-feira (9), na Delegacia Participativa da Polícia Civil, em Presidente Prudente, após uma mulher, de 31 anos, sofrer queimaduras no rosto durante um procedimento estético. O fato fez com que a vítima ficasse internada por três dias, conforme o Boletim de Ocorrência.

Segundo o BO, a vítima foi até uma clínica, na Vila Formosa, para realizar um procedimento conhecido como “peeling facial” com uma esteticista. A mulher relatou que, após passar um produto em seu rosto, sentiu fortes queimaduras e lhe foi dado um leque “para abanar” enquanto o produto fazia efeito.

Entretanto, a queimação continuou mesmo com o "abano", conforme o Boletim de Ocorrência.

Quando a esteticista foi retirar o produto da face da vítima, a dor foi “mais aguda”, chegando a “levantar pequenas bolhas”. “A reação foi tão forte que acabou internada por três dias”, ainda de acordo com o registro policial.

Ainda segundo o boletim, a vítima esclareceu que a esteticista disse que usou a posologia correta do produto e que não pode se responsabilizar pelo ocorrido, “pois sequer é química”.

Estética

O Boletim de Ocorrência não especifica que tipo de peeling a vítima realizou. Mas, de modo geral, o procedimento estético visa a melhorar a aparência da pele, removendo manchas, olheiras e marcas de expressão.

São vários os tipos de peeling existentes, entre eles o peeling trio, uma mistura de três ácidos para clarear a pele, o de cristal, que faz um lixamento superficial da pele retirando as células mortas, e o químico, feito com ácido.

Um problema do peeling trio, por exemplo, é que a paciente sai amarela do consultório e permanece com esse amarelo entre seis e 12 horas. Quanto mais tempo ela permanecer com esse peeling, mais clareia e mais descama a pele.

Agora, quem faz um tratamento dermatológico como um peeling para atenuar ou se ver livre dos efeitos nocivos do sol, como as manchas e rugas, tem de passar um bom tempo longe dele. Porque se expor ao sol durante o tratamento ou logo após o término pode por tudo a perder.

Já um pós-peeling imediato pode provocar queimadura e pode fazer com que esse pós-peeling seja extremamente desconfortável ou, em alguns casos, acentuar a manchas que estão sendo tratadas.

Fonte: G1 Presidente Prudente
 

Ao Vivo

  Diocese
Ao Vivo